Intel perde ação de US$ 1,4 bi por “deslealdade” contra AMD

Intel_Antitrust_WideJá é dito a tempos que o mundo dos negócios é sujo mas para nós fica difícil entender o que isso significa exatamente e como nos afeta, por isso uma decisão do da segunda mais alta corte da Europa chamou a atenção do mundo para como as empresas vem manipulando o mercado de forma desonesta. A Intel, fabricante mundialmente conhecida e detentora da maior parte do mercado de processadores foi condenada a pagar uma multa de incríveis US$ 1,4 bilhão de dólares por práticas antitruste contra a AMD dando segmento a decisão tomada em 2009.

A multa é recorde e se deve graças as praticas da Intel que visaram levar a concorrente AMD a falência, a empresa é acusada de fornecer chips com “descontos” as fabricantes HP, Dell, NEC e Lenovo na condição de que comprassem todos os processadores X86 necessários apenas da Intel, além de pagar a cadeia de lojas Media Saturn Holding da Alemanha para que esta tivesse em estoque apenas produtos equipados com seus processadores, a empresa teria tentado manter as práticas em segredo.

AMD perde ação para Intel na UEEm sua decisão de mais de 300 páginas o tribunal demonstra a gravidade da tática adotada. “A Comissão demonstrou a prova bastante de que a Intel tentou esconder a natureza anti-competitivo de suas práticas e implementou uma estratégia global de longo prazo para encerrar AMD a partir dos canais de vendas estrategicamente mais importantes”.

Os juízes afirmam também que não consideram alto o valor da multa que equivale a 4,15% dos lucros da Intel em 2008, “O Tribunal Geral considera que nenhum dos argumentos apresentados pela Intel suporta a conclusão de que a multa aplicada é desproporcionada. Pelo contrário, deve-se considerar que essa multa é adequada à luz dos fatos do caso”. Mesmo sendo um valor recorde ele ainda não é o máximo já que poderia chegar a 10% sobre os lucros de 2008.

“Estamos muito decepcionados com a decisão. É um caso complexo, que se reflete na decisão. Vamos começar a avaliar a decisão”, disse o porta-voz da Intel Sophie Jacobs. A Intel tem ainda a possibilidade de recorrer ao Tribunal de Justiça da União Europeia mas apenas sobre alguns pontos da decisão,  depois da derrota é mais provável que a Intel procure a concorrente para tentar um acordo que colocaria fim a disputa nos tribunais.

Sabemos que tais práticas ocorrem pelo mundo todo mas em alguns países como o Brasil as leis são mais leves quanto as “deslealdades” por parte das empresas que detém mais poder financeiro. Como será que estaríamos hoje se a Intel tivesse conseguido mesmo falir a AMD?

Por: Lock Gamer / Info: Reuters

Intel aposenta modelos de i5 e i7 Ivy Bridge

3rd_Gen_Intel_Core_i7Você ainda sonha com um “afuderosissimo” Intel Core i7 377oK custando ainda algo na casa dos R$ 1200,00? Então é melhor você se apressar em engordar o seu cofrinho pois a Intel está prestes a aposentar este e mais 16 modelos incluindo linha i5 e i7 ivy Bridge, com a chegada dos novos processadores Haswell a fabricante pretende aposentar alguns de seus produtos mais conhecidos pelos usuários, incluindo o Core i5 3570K. Confira a lista completa dos processadores que serão descontinuados:

  • Core i5-3330
  • Core i5-3330S
  • Core i5-3340
  • Core i5-3340S
  • Core i5-3470
  • Core i5-3475S
  • Core i5-3470S
  • Core i5-3470T
  • Core i5-3550
  • Core i5-3570
  • Core i5-3570S
  • Core i5-3570T
  • Core i5-3570K
  • Core i7-3770
  • Core i7-3770K
  • Core i7-3770S
  • Core i7-3770T

É claro que deixar de produzir os modelos acima não quer obrigatoriamente dizer que eles vão desaparecer do mercado já que muitos ainda recorrem ao mercado de usados. Pelo menos até o início de 2015 ainda será possível encontrar esses processadores nas prateleiras, as encomendas se encerram em dezembro deste ano e eles serão entregues até junho, é um salto de fé da Intel em seus novos Haswell que só não decepcionaram tanto quanto os primeiro AMD FX, afinal, se esperava um salto maior de desempenho do que o apresentado.

Se pretende comprar um dos modelos a ser “aposentados” é melhor ficar de olho nos preços, eles podem começar a variar bastante, para cima e para baixo.

Por: Lock Gamer

Descubra se seu PC roda – GRID: Autosport

grid-autosport-requisitos-rodar-PCPara quem esperou tanto por uma sequência de GRID o anúncio de um novo jogo da franquia pouco tempo depois é mesmo uma surpresa, não que estejamos reclamando. O motor utilizado em GRID 2 é bem leve e roda em praticamente qualquer PC moderno, mesmo aqueles com vídeo integrado no processador (Intel) e APUs (AMD), tudo indica que em GRID: Autosport isso deve se repetir mesmo com o pacote de texturas “extras” de 5 GB na versão PC, confira os requisitos:

Requisitos Mínimos:

  • OS: Windows Vista, Windows 7 ou Windows 8
  • Processador: Intel Core 2 Duo@2.4Ghz ou AMD Athlon X2 5400 +
  • Memória: 2 GB de RAM
  • Placa Gráfica: Intel ou AMD HD3000 HD2000 Series ou NVIDIA GeForce 8000 Series
  • Internet com conexão de banda larga
  • Disco Rígido: 15 GB de espaço disponível
  • Placa de som compatível com Direct X

Requisitos Recomendados:

  • OS: Windows Vista 64 bits, Windows 7 64 bits ou 64 bits de Windows 8
  • Processador: Intel Core i7 ou AMD FX Series
  • Memória: 4 GB de RAM
  • Placa Gráfica: Intel ou AMD HD5200 HD7000 Series ou NVIDIA GTX600 Series, com o mínimo de 1 GB de RAM
  • Internet com conexão de banda larga
  • Disco Rígido: 20 GB de espaço disponível
  • Placa de som compatível com Direct X
  • Placas gráficas suportadas: Intel Serie HD3000, HD4000 Series, Serie HD5000. AMD Radeon HD2000 Series, Serie HD3000, HD4000 Series, Serie HD5000, HD6000 Series, Serie HD7000, a serie R7, R9 Series. NVIDIA GeForce Serie 8000, Serie 9000, Serie GTX200, GTX400 Series, Series GTX500, GTX600 Series, Series GTX700. AMD Fusion A8 ou superior.

Assim com em F1 2013 o Windows XP não aparece mais na lista de sistemas operacionais suportados, o que faz ainda mais sentido agora que a Microsoft já o aposentou oficialmente finalizando o suporte, então se quiser jogar GRID: Autosport terá que deixar os preconceitos de lado e partir para o Windows 7 ou Windows 8. O novo jogo não pode ser ainda considerado da “nova geração” já que não há ainda previsão de lançamento para PS4 e XONE mas o patch com as texturas no PC pode fazer esse trabalho por nós além de unir o melhor dos dois mundos, ainda teremos um ótimo jogo que roda em PCs de entrada e um algo a mais para os PCs top.

GRID: Autosport será lançado no dia 27 de junho, o patch com as texturas será disponibilizado desde o primeiro dia sem qualquer custo adicional, o jogo sai também para PS3 e X360.

Seu PC roda?

Por: Lock Gamer

APUs, GPUs e consoles garantem lucro a AMD

Radeon R9 290XDesde muito tempo nós ouvimos falar sobre os prejuízos que a AMD acumula ano após ano, frente a bilhões e lucro estão outros bilhões de prejuízo e os números tem fechado no vermelho, o que em parte foi culpa dos altos investimentos sem retorno e um encolhimento na participação de mercado com séries de processadores pouco “felizes” após os revolucionários Athlon 64. De lá para cá a empresa resolveu mudar a filosofia e apostar em outras áreas, a compra da fabricante de “placas de vídeo” ATI foi um dos passos nesse sentido e algo que tem dado ótimos resultados com as APUs que tem salvado a pátria na AMD e as placas de vídeo que tem uma participação no mercado muito maior se comparado aos processadores frente as concorrentes, mas nem tudo isso tinha sido suficiente para dar lucro, pelo menos até agora.

Até 2013 a empresa continuava acumulando perdas devido a uma série de fatores, entre eles a própria compra da ATI que consumiu dinheiro em caixa para a aquisição e outros bilhões em desenvolvimento que acabaram finalmente dando resultados positivos para a AMD que até o segundo trimestre de 2013 ainda acumulava prejuízo. Os números divulgados nessa semana mostram uma recuperação histórica após anos amargando quedas, a AMD fechou o quarto trimestre de 2013 com um lucro líquido de US$ 89 milhões, o que não é suficiente para garantir uma lucro para o ano todo que fechou com um prejuízo de 83 milhões de dólares mas representa uma virada frente ao ano de 2012 que terminou com 1,18 bilhões de déficit.

Os negócios da AMD seguem o mesmo caminho das empresas de hardware que tem queda nas vendas de PCs, o grupo de soluções de computação sofreu uma queda de receita anual de 22% com arrecadação de US$ 3,1 bilhões em 2013 contra US$ 4 bilhões em 2012. O que garantiu o crescimento foi o grupo de soluções gráficas e visuais da AMD que teve uma receita de US$ 2,2 bilhões contra US$ 1,4 bilhões, o grupo é responsável pelas GPUs AMD Radeon para desktops e notebooks além dos chips que equipam Xbox One, PlayStation 4 e Wii U, mostrando que a decisão de olhar para outros mercados e a fusão com a ATI foi acertada.

A mudança de rumos da AMD é um claro sinal do encolhimento do mercado de PCs e a migração para outras soluções, a incrível dança de números que é preciso para entender como as grandes empresas se mantém mesmo com prejuízo é complicada pois até gigantes como a Sony também acumulam prejuízos na casa de milhões de dólares e ainda se mantém no topo, basta saber se a AMD continuará na crescente com o impulso dos consoles e terá fôlego para reagir a enorme superioridade da Intel no mercado de processadores.

Por: Lock Gamer

Intel baixa o preço de seus processadores

intel_haswellPara você que já entrou 2014 pensando em como se livrar de seu velho PC a Intel nos deu boas notícias no final do último ano, a empresa anunciou o reajuste nos valores de 31 modelos de processadores com reduções de preço que variam entre 4% e 25%. O foco da medida foi principalmente o mercado mobile de notebooks e ultrabooks onde, neste último, a empresa enfrenta forte concorrência dos modelos de baixo custo e consumo do AMD com as APUs, isso deve ajudar a diminuir o preço dos aparelhos e aumentar a oferta de opções ao consumidor. Mesmo que os maiores beneficiados seja o mobile os desktops não ficaram de fora, processadores como Core i7 4770R e i5 467oR que são versões de baixo consumo de energia comparados as versões “K”, confira a lista completa.

Preço intel processadoresO corte nos preços certamente já é um sinal da chegada da próxima geração de processadores da Intel, mesmo que ainda distante. Isso também deve movimentar o mercado que continua sofrendo com o avanço dos tablets, consoles e outros dispositivos além de despertar uma atitude parecida por parte da AMD que pode seguir o mesmo caminho e reduzir os preços de seus processadores e APUs, de qualquer forma quem sai ganhando somos nós com mais opções por um preço menor.

Por: Lock Gamer

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.711 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: