[Review] ASUS GTX 760 DirectCU II

TELA GTX 760 Review- TELAQuem sempre se mantém na base limite do hardware capaz de executar jogos em Full HD com os detalhes máximos certamente já está pensando em um upgrade para acompanhar os jogos da próxima geração. Na série GTX 600 a Nvidia lançou placas como a GTX 650 Ti Boost (review) que são suficientes para rodar os jogos mais exigentes em Full HD com detalhes máximos, porém no limite de uma experiência com taxas de FPS agradáveis, por isso na hora de um upgrade é bom pensar um pouco adiante caso queira se manter no mesmo nível com uma vídeo mais poderosa (caso não seja adepto do overcl0ck) ou com uma que tenha potencial para um ganho “extra” de desempenho, para isso os modelos “especiais” são sempre mais indicado do que os de referência, para a série GTX 700 testamos uma das melhores opções entre os modelos de entrada, a ASUS GTX 760 DirectCU II Top.

“Quase outra placa”

Quando nos referimos a um modelo de “entrada” queremos na verdade dizer que é um produto mais barato, voltado a quem não quer investir muito ou para aqueles que não são gamers aficionados que precisam ter um “PC top” para rodar todos os jogos no máximo a altas taxas de FPS. Hoje existem no mercado opções, tanto da AMD quanto da Nvidia, para esse público, desde quem quer apenas jogar sem ligar para resoluções e detalhes gráficos até aqueles que querem um equilíbrio entre desempenho e preço, o tal “custo x benefício”. Em qualquer um dos casos, os modelos de entrada são uma porta entre o alto desempenho e a iniciação no mundo dos games.

A GTX 760 é um dos modelos de entrada da Nvidia na série 700 e é oferecida como um produto capaz de rodar a maioria dos jogos em altos detalhes a resoluções Full HD e a ASUS é uma das fabricantes parceiras que oferece uma opção em relação ao modelo de referência da placa. A ASUS GTX 760 DirectCU II utiliza o mesmo chip que equipa a GTX 760 padrão mas possui clocks diferenciados e um sistema de refrigeração premiado, então ela é basicamente uma GTX 760 mas com detalhes que praticamente a transformam em outra placa.

“Esse corpo não te pertence”

Se você está mesmo pensando em comprar uma placa de vídeo nova certamente já andou pesquisando e se deparou com uma infinidade de placas do mesmo modelo mas com as mais variadas aparências, com um, dois ou até três coolers, cores e tamanhos diferentes. As fabricantes possuem alguns modelos exclusivos que normalmente possuem clocks mais altos e sistemas de refrigeração personalizados, nesse quesito a ASUS é uma das mais conhecidas com modelos como os que equipam ASUS Mars, Matrix e ARES. O sistema DirectCU II também é um deles e está presente em praticamente todos os modelos top que a ASUS vende com chips AMD ou Nvidia e foi estendido a um modelo de entrada, a GTX 760.

ASUS GTX 760 DirectCU II TopA primeira coisa que se nota ao pegar a ASUS GTX 760 DirectCU II na mão é o tamanho dela e seus heat-pipes (esses “caninhos” cromados) saltando para fora dos limites, tudo parte do sistema de refrigeração que promete ser uma vantagem na hora do overclock ou mesmo na temperatura interna do seu PC. O sistema projetado para placas de alto desempenho ultrapassa os limites da placa e parece que colocado lá meio que a força, são dois coolers projetados para serem mais silenciosos e eficientes em conjunto com todos esses dissipadores que mais parecem o de uma geladeira.

Mas afinal, o que é DirectCU II?

Conforme já explicamos anterioremente, os modelos DirectCU II da ASUS são produtos voltados aos jogadores que buscam placas de vídeo com um diferencial em performance, algumas características a diferenciam dos modelos de referiência e até mesmo com o mesmo chip mas de fabricantes diferentes, são eles: overclock de fábrica, sistema de refrigeração personalizado que promete um funcionamento até 20% mais eficiente e 2 vezes mais silencioso que os modelos de referência com componentes de alta qualidade que garantem menos consumo de energia e temperaturas mais baixas para overclock.

DirectCU II

Sem confundir DirectCU II “OC” com DirectCU II “Top”

Uma diferença sutil nos nomes das placas de vídeo da ASUS fazem uma grande diferença no final. Dentro da linha DirectCU II existem os modelos “OC” e Top”, o primeiro apenas com um pequeno overclock de fábrica, já o segundo possui um overclock mais “agressivo” e um potencial ainda maior para overclock. A diferença visual é muito pequena e somente colocando as duas placas lado a lado é possível identificar o modelo “Top” que é um pouco maior.

ASUS GTX 760 DirectCU II TopA ASUS GTX 760 possui os doi modelos, o DirectCU II OC e o DirectCU II Top, nós testamos o DirectCU II mais comum, o “OC”, então fique atento para as diferenças tanto na hora de comparar com as outras opções como na hora de comprar, logicamente o modelos “Top” custam mais caro, então não compre OC por Top.

Não é só para quem curte overclock

É claro que todos estes recursos que as placas DirectCU II oferecem são perfeitos para os aficionados por overclock, os componentes de alta qualidade e o sistema de dissipação de calor eficiente garante uma ótima margem para se divertir com os clocks da placa e aumentam a vida útil do produto que quando chegar ao seu limite ainda poderá ter uma “sobra” com o overclock, porém, não é apenas para esse público que elas são cosntruídas e o motivo é muito simples.

Os recursos da ASUS GTX 760 DirectCU II são compartilhados com os modelos mais caros do mercado, só que a GTX 760 é um modelo com um ótimo custo x benefício, o que torna o “casamento” muito interessante. Mesmo os jogadores que não possuem conhecimento ou interesse em overclock podem achar a ASUS GTX 760 DirectCU II uma boa escolha, por alguns reais a mais você terá uma placa com overclock de fábrica (que influência no desempenho) e que não vai transformar seu gabinete em um “sertão” trabalhando em temperaturas mais aceitáveis.

Mudança no visual

Depois de tirar da caixa a primeira coisa que notamos na ASUS GTX 760 DirectCU II foi que ela não se parecia com suas antecessoras da série GTX 600 ou mesmo das “primas” da série HD 7000, a ASUS fez uma pequena mudança na parte visual substituindo as três tradicionais faixas vermelhas uniforme que estampavam a placa de fora a fora por três linhas desiguais até a metade da placa e dois detalhes laterais próximos as conexões, tudo em um vermelho mais “vivo”, o que deixou a placa com um visual mais “jovem” e parece ser uma tendência para os modelos da ASUS que utilizam chips GTX 700, Radeon R9 e Radeon R7. Então fique tranquilo, não é um modelo “pirata”, apenas uma mudança de roupa.

Asus-Geforce-GTX-670-DirectCu-II-TOP-01

Uma é bom duas é ainda melhor

Um detalhe importante que começamos a reparar após o review da GTX 650 Ti Boost é que as placas que possuem um preço mais acessível sempre recebem um “corte de custos” que acaba limitando alguns recursos em favor de um preço menor, o que até entendemos, mas por vezes alguns recursos que poderiam torna-las um sucesso ainda maior ficam de fora. Um exemplo é o SLI que possibilita ligar várias placas do mesmo modelo para um ganho de performance, o que com placas mais baratas e com bom desempenho transformaria o SLI em algo mais “popular”, felizmente a ASUS GTX 760 DirectCU II OC possui o suporte a SLI com até duas placas, o que considerando seu custo e o desempenho alcançado pode colocá-la como uma opção até para gamers entusiastas que estejam meio apertados de grana.

PC extremo com Quad SLI e duas fontes de 1200W Corsair

A “parefernalha” de refrigeração faz a diferença

Se uma das características mais facilmente notadas na ASUS GTX 760 DirectCU II é o sistema de refrigeração com dois coolers e os heat-pipes expostos podemos dizer que eles não são apenas um enfeite, realmente funcionam e fazem a diferença. Enquanto os modelos de referência chegam a alcançar temperaturas na casa dos 80º C a ASUS GTX 760 DirectCU II trabalhou sempre próximo dos 67º C com toda a carga de trabalho gerada por jogos como Battlefield 4 e Assassin’s Creed IV: Black Flag que exigem muito da GPU.

Vale lembrar que nossos testes não são realizados com o hardware montado em bancadas em cima da mesa, a situação reproduzida é a mesma que você vai encontrar em sua casa: uma sala ou um quatro com ventilação natural, a placa de vídeo em um gabinete fechado com alguns coolers auxiliares e o calor desigual que faz no Brasil (cortesia da natureza). Então os resultado de temperatura são mesmo bem surpreendentes.

Jogos da nova geração ainda não assustam

Quando a nova geração de consoles foi anunciada soubemos que os jogos também seriam de nova geração e com eles viriam um aumento na eixgência de hardware, mas diferente da época do lançamento de PS3 e X360 o tranco foi menor. Os consoles da geração atual ainda continuam a limitar a evolução dos jogos mas a semelhança entre PlayStation 4 e Xbox One deve favorecer o bolso dos PC gamers desta vez. Depois dessa primeira leva de jogos que inclui Battlefield 4, Watch Dogs e companhia é esperada uma evolução maior dos jogos mas não um aumento assustador nas exigências de hardware, é claro que ela deve vir com o tempo mas de forma gradual.

ACIVPor hora, a ASUS GTX 760 DirectCU II foi capaz de encarar todos os jogos mais exigentes e atuais com certa folga, com exceção para Crysis 3 que em seus detalhes máximos foi um pouco demais, nada que seja um problema, afinal ele foi executado com 8X MSAA de Anti-Aliasing, algo recomendado para placas top e ainda sim obteve um desempenho louvável. É um bom investimento sabendo que será capaz de rodar os jogos da próxima geração e quando a coisa apertar ainda terá um margem para overclock ou poderá diminuir um ou outro detalhe sem uma queda perceptível na qualidade visual, tudo isso com uma placa de entrada.

Jogos de “brinde”

Seguindo a mesma fórmula que já vinha utilizando em suas placas de vídeo a Nvidia está oferecendo jogos na compra de seus produtos neste final de ano e a ASUS GTX 760 DirectCU II está inclusa no bundle, na verdade quem comprar modelos GTX 660, GTX 660 Ti, GTX 670, GTX 680 e GTX 760 recebe chaves para os dois games da Ubisoft – Assasin’s Creed IV: Black Flag e Splinter Cell Blacklist. Para mais informações dê uma olhada em nossa matéria (aqui).

Promoção Nvidia Brasil fim de ano 2013

As novidades são as “mágicas” da Nvidia

geforce-experience-header Com a evolução do hardware e as empresas com produtos tão parecidos em poder de processamento cada vez mais surgem formas de tirar maior proveito daquilo que você comprou. A Nvidia lançou a pouco tempo um aplicativo que reúne uma série de soluções que pode nos ajudar a obter a melhor experiência possível com a placa de vídeo que adquirimos (por isso o nome sugestivo de Geforce Experience), ele traz ideias que prometem mudar a forma como jogamos. A mais notável das funções é sem dúvida nenhuma a de otimizar os jogos para o seu hardware sem que você precise perder horas seguidas mudando os detalhes do jogo, aumentando ou diminuindo algum filtro e medindo o FPS, o mais legal é que as configurações são sugeridas pela própria Nvidia tem uma equipe trabalhando para testar as mais diversas combinações que possam obter o melhor desempenho com a placa de vídeo que você comprou.

Com o Geforce Experience também é possível gravar vídeos utilizando menos de 10% da capacidade de sua placa de vídeo com o Shadowplay , algo particularmente valioso para quem possui um hardware mais modesto e quer gravar gameplays. Fizemos o teste e o resultado é mesmo surpreendente, é a melhor solução comparado a outros programas como o FRAPS que consome muito mais da GPU e diminui o FPS. Além disso, o Geforce Experiente ajuda a manter seu PC em dia informando e auxiliando na instalação do driver mais recente para sua placa de vídeo, outra função é o streaming com o Nvidia Shield que é feito através do Geforce Experience.

O conceito é interessante por nos proporcionar não apenas o hardware mas nos oferecer a melhor forma de tirar todo o proveito de seu potencial de uma forma simples, o Geforce Experience pode agradar desde os mais avançados aos iniciantes.

Os recursos tradicionais da GTX 760

Com todo esse aparato visual e os clocks diferenciados a ASUS GTX 760 DirectCU II parece mesmo outra placa, mas sua alma ainda é a de um GTX 760 e tirando as características de clock ela ainda continua sendo uma GTX 760. Ela compartilha os mesmos recursos que os modelos de referência da GTX 760 possuem como suporte a recrusos exclusivos da Nvidia como SLI, PhysX, 3D Vision, GPU Boost 2.0 e adaptive V-Sync além de suporte a PCI Express 3.0 e DirectX 11.1.

Recursos ASUS GTX 760

Onde a GTX 760 se encaixa?

Para a série GTX 700 a Nvidia já lançou quatro modelos de referência, a GTX 760 é o modelo mais “básico” disponível até o momendo ficando logo abaixo da GTX 770, se pretende iniciar na série GTX 700 ela é por hora a opção mais barata. Como ainda está havendo um reposicionamento no mercado a GTX 760 ainda encontra suas concorrentes da AMD na série HD 7000 disputando diretamente com a HD 7950 na mesma faixa de desempenho e com R9 280 na séria Radeon R9.

GeForce-GTX-2013

Especificações técnicas

especificações GTX 760 ASUS

Como testamos?

Nós preferimos deixar os benchmarks com programas específicos e comparativos de desempenho para nossos colegas, aqui o assunto principal é o desempenho nos games. Utilizamos o FRAPS para medir o FPS (Frames por segundo) sempre em situação real, realizamos os testes enquanto jogamos e reproduzimos as situações reais com ambientes variados em cada jogo, as temperaturas são medidas pelo GPU monitor, as médias obtidas são somadas e depois divididas pela quantidade de testes realizados.

Com o que testamos?

Componentes:

Placa mãe: ASUS Sabertooth 990FX Pro R2.0

Processador: AMD FX 8350 4.2 GHz (turbo) 4.0 GHz (stock)

Placa Gráfica: ASUS GTX 760 DirectCU II OC

Memória: 8GB DDR3 (2x 4GB) Kingston HyperX Black 1600 Mhz (stock)

Disco Rigido: 500 GB 7200 RPM

Fonte: Seventeam 550 P.A.M 550 Watts

Monitor: LG 24” (1920×1080, 5ms resposta)

Sistema Operacional: Windows 7 64 (Service Pack 1)

Conexão de Vídeo: DVI Resoluções – 1920×1080, 1600×900 e 1280×720

Versão do Driver de Vídeo: Nvidia driver 331.65

Entenda os números (FPS)

Optamos por realizar os testes utilizando alguns dos jogos mais “pesados” do mercado para que você tenha uma visão geral do desempenho, utilizamos sempre a configuração mais alta de que o jogo dispõe e com todos os recursos ativados*. Entendemos que a média mínima de FPS aceitável para que a experiência de jogo não seja prejudicada é de 25 FPS, abaixo disso se torna praticamente impossível jogar, mas você deve prestar muita atenção antes de julgar o desempenho do produto testado, pois mesmo quando ele não é capaz de obter uma média acima de 25 FPS não significa que o desempenho foi ruim pois as placas de baixo custo, por exemplo, nem sempre são desenvolvidas para rodar os jogos em altas resoluções ou detalhes no máximo e sacrificam um pouco do desempenho em favor do baixo custo.

* Com exceção de Assassin’s Creed IV que foi configurado com TXAA sendo EQAA 8x(16x) a máxima.

Avalie o desempenho

Sempre que analisar um review leve em consideração o foco de produto, se ele é ou não voltado a obter o máximo de desempenho ou se a intenção é equilibrar desempenho e custo. A compra de um hardware deve ser medida pelo conjunto custo x benefício, se a placa de vídeo ou processador em teste não é capaz de executar algum dos jogos testados “no máximo” pode ser possível uma melhora de desempenho desativando algum filtro ou diminuindo a resolução se o seu objetivo é obter um produto mais em conta, mas se está em busca do melhor ele deve ser capaz de executar os jogos com todos os filtros a uma média sempre acima do recomendado. Note que quanto mais desempenho um produto oferece mais caro ele será.

Crysis 3

Benchmark ASUS GTX 760 - Crysis 3 

Battlefiled 3

Benchmark ASUS GTX 760 - Battlefield 3

Battlefield 4

Benchmark ASUS GTX 760 - Battlefield 4

Batman: Arkham Origins

Benchmark ASUS GTX 760 - Batman Arkham Origins

Assassin’s Creed IV: Black Flag

Benchmark ASUS GTX 760 - Assassin's Creed IV Black Flag

Call of Duty: Ghosts

Benchmark ASUS GTX 760 - Call of Duty Ghosts

GRID 2

Benchmark ASUS GTX 760 - GRID 2

O que nós achamos, vale a pena comprar?

As dúvidas na hora de comprar uma placa de vídeo nova são muitas, primeiro você escolhe qual atende suas necessidades, depois aquela que cabe no seu bolso e por fim ainda precisa resolver qual marca e modelo dentro de uma série de opções vai escolher, algo que faz a diferença. Ainda que tenha optado por uma GTX 760 vai precisar escolher “qual delas” comprar, a ASUS GTX 760 DirectCU II seria a segunda opção depois do modelo de referência da GTX 760 da ASUS e estaria logo abaixo da ASUS GTX 760 DirectCU II Top, por isso ela é o meio termo perfeito entre custo, desempenho e recursos extras com sua construção de qualidade e um sistema de refrigeração mais eficiente.

Para quem procura um modelo de GTX 760 com tudo o que é preciso para um bom overclock a ASUS GTX 760 DirectCU II OC é uma boa escolha mas também não deixa de ser uma opção para quem busca um produto com qualidade diferenciada, infelizmente o potencial de overclock é baixo já que a GTX 760 já trabalha próximo ao limite do que o GK 104 pode oferecer, algo que não é um “privilégio” do modelo da ASUS. Mesmo que não pretenda fazer overclock, prefira uma placa capaz de operar em temperaturas menores dentro de seu gabinete.

A ASUS GTX 760 DirectCU II OC honra o sobrenome de peso que carrega e que nós já conhecemos nos modelos top de linha trazendo a possibilidade de que um público maior tenha acesso as tecnologias da ASUS, o chip GK 104 que equipa a placa se mostrou suficiente para encarar a primeira leva de jogos da próxima geração em seus detalhes máximos, com exceção de Crysis 3 que deu um pouco de trabalho mas que teve um desempenho satisfatório e pode ser ainda melhor diminuindo qualquer detalhe gráfico. Ainda sim é sempre bom saber que existe uma “sobra” guardada e o potencial de overclock da ASUS GTX 760 DirectCU II OC nos garante isso, sem contar um SLI com bom custo x benefício que pode nos proporcionar um bom ganho com pouco investimento no futuro.

Qualificação GOLD:

Produto recomendado:

Pontos positivos:

– Preço próximo aos modelos de referência.

– Capaz de executar jogos em Full HD a boa taxa de FPS.

– Overclock de fábrica.

– Silenciosa em iddle.

– Sistema de refrigeração personalizado.

– Componentes de qualidade (ideal para overclock).

-Suporte a até quatro placas ligadas em SLI.

Pontos negativos:

– Pouco potencial para overclock (limitado pelo chip).

– Consumo de energia superior a HD 7950.

Deixe a sua opinião

Queremos realizar testes que sejam uteis a maioria dos gamers, sejam eles hardcore ou apenas jogadores casuais, por isso precisamos da sua participação para fazer um review que contenha exatamente o que você quer saber sobre o hardware para facilitar na hora da compra ou nas comparações. Deixe sua sugestão, o que você gostaria que aparecesse em nossos testes? 

Por: Lock Gamer

Anúncios

3 comentários sobre “[Review] ASUS GTX 760 DirectCU II

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s