[Review] AMD Radeon RX 480, enfim a “nova geração”

Depois de uma geração sem grandes estrelas onde a AMD renomeou boa parte da sua linha de placas de vídeo para desktop e fabricante finalmente faz uma renovação completa com novos chips, novas tecnologias, novos chips, nova litografia e com um foco especial no “custo x benefício”. Para esta geração a AMD começou do meio da pirâmide do desempenho para baixo atacando primeiro a faixa onde boa parte dos jogadores está apresentando a AMD Radeon RX 480, a primeira placa de vídeo com o chip Polaris de 14nm que você confere em detalhes em nossa análise.

Um novo finalmente “novo”

amd-rx-480-polaris-4.jpgDepois de passarmos praticamente duas gerações inteiras (R9 200 e R9 300) convivendo com placas de vídeo renomeadas de gerações anteriores com HD 7000 renomeada para R7 e R9 200 e em seguida para R7 e R9 300, nós finalmente podemos dizer que a AMD lançou produtos com novidades em todas as áreas cumprindo a promessa de que não iria renomear, requentar ou reaproveitar nenhum chip.

Nada de R9 400, pulamos para as “R10” 400

AMD-Polaris-10-and-Polaris-11-Radeon-RX-480-RX-470-RX-460-GPU.jpegPara deixar bem claro que mudou completamente de geração e virou uma página na sua história a AMD resolveu mudar a nomeação de suas placas para “RX (R10) 400” ao invés de dar sequência com uma série R9 400, então fica muito mais fácil distinguir as placas de vídeo com chip Polaris de todas as anteriores.

dos 28nm para os 14nm… mas e daí?

AMD-Polaris-7O chip que equipa a RX 480 é baseado na arquitetura 14nm “FinFET” com transistores tridimensionais, algo tão bacana quanto parece mas de forma simples, ela representa um salto enorme em relação a de 28nm utilizada há algumas gerações pela AMD permitindo um consumo de energia menor e clocks mais elevados.

Mudando a fama de “gastona”

AMD-Radeon-RX-480-2-768x424Em nosso review da R9 390 com chip Grenada, uma “revisão” do chip Hawaii da R9 290X nos fomos capazes de tecer vários elogios mas o consumo de energia não é exatamente um ponto forte. Com um TDP de 275W a R9 390 fica muito longe de sua concorrente direta, a GTX 970 que tem 148W, e neste ponto a AMD deu um salto realmente incrível.

AMD Radeon RX 480-1200-80Se compararmo a RX 480 a R9 390 com quem possui um desempenho próximo estamos falando de uma diferença enorme com um TDP de apenas 150W para a RX 480 contra os brutais 275W da R9 390, e de brinde ainda fica em cima do TDP da GTX 970, tudo isso em apenas um conector PCI de 6 pinos.

Bater a GTX 970 só uma geração depois?

GTX_970_referência

Certamente é algo que, se você não ouviu, vai ouvir de algum “técnico manjador”, mas se não é verdade então poque utilizar a GTX 970 como comparação? Isso porque até então a Nvidia não havia lançado a GTX 1060. O fato é que a RX 480 se encontra num preço onde é capaz de disputar com a GTX 970 no momento (após cortes de preço) mas em um patamar um pouco mais baixo que a GTX 1060.

A RX 480 consegue o feito de oferecer uma alternativa para a faixa de desempenho da GTX 970 com opção de 8GB de memória, nova litografia e suporte a VR, algo que a GTX 1060 só consegue fazer custando um pouco acima, algo que deve mudar com a chegada do modelo de 3GB da GTX 1060.

8GB de memória é o crush da AMD

PCB 480Se na geração passada a AMD já usava o “chamariz” da memória de vídeo para atrair o público, nessa geração ela popularizou ainda mais trazendo a RX 480 com 8GB a um preço acessível. Utilizando ainda o padrão GDDR5 a RX 480 é capaz de atingir o clock efetivo de 8 GHz de memória que combinado aos 8GB é mais que o suficiente para cumprir o papel a que ela se propões com games em resoluções até 1440p.

O modelo mais baratinho, a “amante” de 4GB

AMD-Radeon-RX-480-4GB-Surprise-8GB.jpgA AMD pode até ser apaixonada pelos 4GB mas não abandona os modelos com menos memória que tornam os preços mais acessíveis. Nós testamos o modelo de 8GB da RX 480 mas ela tem uma irmã “quase gêmea” com 4GB que ainda não aterrizou por aqui, ela possui as mesmas características da RX 480 de 8GB na GPU, mas a memória tem um pequeno “corte” no clock no modelo de 4GB com 7 GHz contra 8 GHz.

AMD-Radeon-RX-480-4GB-Version-with-8GB-Samsung-Memory.jpgInfelizmente ainda não temos o modelo de 4GB disponível para testes por aqui mas alguns reviews externos mostram uma diferença muito pequena em jogos rodando em 1080p (Full HD) tornando esta uma opção muito interessante já que deve custar menos que o modelo de 4GB sendo ainda uma opção ao modelo 3GB da GTX 1060, algo que só poderemos comprovar em testes futuros.

Um CrossFireX sem cabos

AMD-RX480-crossfire.jpgJá chegamos a só Deus sabe qual geração já oferecendo suporte a CrossFireX e SLI mas a tecnologia ainda é pouco difundida e pouco utilizado pela maioria dos jogadores, nós testamos a possibilidade de um CrossFireX com gerações diferentes de placas de vídeo AMD (aqui) e o resultado foi interessante tornando a tecnologia mais “convidativa” para os menos experientes.

XDMA_crossfireUma novidade  que estreou com a R9 290X que pode diminuir o medo do CrossFireX é o XDMA CrossFire que permite combinar duas ou mais placas sem a necessidade da “ponte”, aquele cabo que faz a ligação entre elas. Além de facilitar ele promete um desempenho superior do CrossFire com uma eficiência próxima aos 90%, algo superior ao que é obtido com as “pontes”. A RX 480 possui o suporte a tecnologia, algo que ganhou uma importância ainda maior nessa geração, isso porque a Nvidia optou por retirar o suporte a SLI da GTX 1060 contra quem a RX 480 concorre.

A referência está de volta

AMD-Radeon-RX-480-PR-FeatureSe na geração passada a AMD deixou o papel de apresentar opções de modelos de placas de vídeo para suas parceiras, desta vez ela apostou alto nos modelos de referência que possuem um baixo custo com a intenção de tornar a RX 480 o mais acessível quanto fosse possível aos consumidores. O design mudou pouca coisa em relação aos da geração anterior com um importante detalhe, elas são reais! O corpo de plástico fisco e a parte do logo Radeon em plástico brilhante dão um visual muito agradável.

Os modelos de referência das R9 300 era realmente muito próximo mas elas são quase uma lenda urbana do hardware já que ninguém “nunca viu nem tocou, só ouve falar”. O logo Radeon teve uma alteração no fonte (nas letras utilizadas)  e o logo AMD Radeon desapareceu do fan deixando em seu lugar apenas o adesivo Radeon que é substituído pelo logo da fabricante parceira (Sapphire, ASUS, PCYes, etc…) que oferece versões idênticas a enviada pela AMD para os testes.

Temperatura e ruído… “OK”

RX 480 FanSeria legal dizer que a AMD RX 480 é super silenciosa e muito fria, e talvez ela até seja nos modelos custom. Com o modelo de referência a intenção da fabricante não é entregar isso, apenas um equilíbrio entre refrigeração e nível de ruído, então podemos dizer que a AMD fez o trabalho de casa. A AMD RX 480 utiliza um sistema de fan estilo “turbina” (blower) que é bem barulhento em altas rotações e um dissipador de calor de alumínio com base de cobre.

AMD-RX480-fan-temperatura.jpg

Isso é suficiente para manter a placa dentro de temperaturas aceitáveis com um nível de ruído igualmente aceitável, em iddle você nem percebe a diferença para outros modelos como a Sapphire R9 390 que possui um sistema de refrigeração bruto, então não precisa ficar apavorado com o modelo de referência, ela não é tão impressionante quanto os custom nesse sentido mas é “OK” em todos os quesitos.

O detalhe negativo do sistema é sua alta temperatura de operação, quase sempre próxima ao limite de 90 ºC gerando uma diminuição no clock para baixa a temperatura a níveis mais seguros, ocasionando quedas de desempenho. Uma solução é alterar a curva do fan utilizando uma rotação mais alta e garantindo melhor performance.

Pronta para o que der e “VR”

AMD-Polaris-10-and-Polaris-11-Radeon-RX-480-RX-470-RX-460-GPUs_4.jpegA tal “revolução” que a AMD propõe em suas peças publicitárias se dá, é claro, no preço extremamente competitivo e agressivo da RX 480 (ao menos lá fora) mas tem ainda um ponto muito importante a ser observado, ela vem pronta para VR (realidade virtual) e todas as novas tecnologias presentes no mercado como DirectX 12 e o próprio FreeSync da AMD que nós ainda não testamos, mas um vizinho testou e disse que é muito bom.

amd-rx-480-polaris_vrAlém disso a AMD RX 480 possui suporte a DisplayPort 1.4 HDR e HDMI 2.0b que permite altas taxas de FPS em resoluções 4K e superiores, como 5K mas não muda muito no seu Full HD.

“Querida, esqueci os DVI’s”

E é mesmo muito bom, muito bacana o lance das portas HDMI (uma) e DisplayPort (três) que a AMD Radeon RX 480 tem de sobra, mas se assim como nós você usa o nem tão velho DVI nós temos más notícias pra você, é bom incluir a compra de um cabo HDMI-DVI na sua lista.

RX 480 refNão é exatamente algo ruim ter portas com padrão moderno nem nada, mas para uma placa que se posta como “acessível” e em um modelo de referência, era esperado um conector DVI que ainda está presente em suas rivais diretas. Essa é uma questão que foi resolvida nos modelos “custom”, mas é um ponto negativo.

Contra quem a RX 480 “briga”

Apesar de ter um desempenho próximo a R9 390 e R9 390X, a AMD Radeon RX 480 veio para substituir a R9 380 e GTX 960. Na sua faixa de preço encontramos R9 390, GTX 970 e um pouco acima a GTX 1060 6GB.wdwdw

radeon-rx-4803A RX 480 ainda deve enfrentar a disputa interna com seu modelo de 4GB que tem um desempenho muito próximo e com a GTX 1060 com 3GB.

A AMD te dá a melhor configuração para o jogo

A dúvida sobre o porque nós optamos por testar os jogos “no máximo” mesmo com placas de entrada sempre é levantada em nossos reviews e nós explicamos que o objetivo é mostrar ao jogador se a placa é ou não capaz de cumprir a tarefa mas é sempre importante observar se ela foi projetada para isso. Efetuar testes com configurações variadas não da ao jogador a chance de posicionar a placa em desempenho em relação as demais pois fica mais difícil reproduzir o resultado em casa.

Gaming-Evolved-AppSe a placa não foi projetada para “rodar no talo” não será surpresa se isso não ocorrer e nossos testes tem como objetivo mostrar a limitação de cada modelo, quando ela não é capaz disso basta ir diminuindo os detalhes começando pelos filtros e depois as texturas até obter uma taxa de FPS aceitável. Se você tiver dificuldade para encontrar a melhor configuração de filtros e detalhes para sua placa rodar o jogo desejado com o melhor equilíbrio entre qualidade e desempenho tanto AMD quanto Nvidia oferecem ferramentas que ajudam na tarefa.

AMd_gaming_evolved_raptr
A AMD oferece aos jogadores o AMD Gaming Evolved da Raptr, um app que além de gravar vídeos, capturar imagens da tela e permitir chat durante o jogo também configura automaticamente o jogo de acordo com o seu hardware buscando o melhor equilíbrio entre desempenho e qualidade, o app identifica os jogos instalados no seu PC e mostra as melhores configurações. Ele ainda se encontra em fase “beta”, o que significa que alguns jogos ainda não são suportados mas é uma boa ajuda para não sofrer na hora de configurar os jogos.

 PlaysTV ainda não é “funcional” para gravar gameplays

AMd_gaming_evolved_raptrAssim como no GeForce Experience que possui um programa específico para gravar gameplays otimizado para o hardware da fabricante o Raptr possui o PlaysTV que pode gravar sua jogatina sem quedas de FPS e com ótima qualidade. Ficamos impressionados com o gravador mas ele ainda precisa amadurecer já que não funciona em determinados jogos e não é capaz de gravar os dados do MSI Afterburner em alguns casos, por isso não pudemos utilizá-lo em todos os games, o que é triste pois a queda de FPS nos gampleyas foi mínima.

Wattman a nova ferramenta de overclock da AMD

amd-wattman-overview-100671359-orig

Wattman é a nova ferramenta de overclock e gerenciamento de energia da AMD, que dá ao usuário a liberdade para controlar os clocks da GPU e memórias, velocidades de fan e temperatura. Com o Wattman a AMD trouxe uma nova forma de fazer overclock com precisão, como controle de tensão e uma curva de clock totalmente personalizável com 7 estágios. Usando um histograma o Wattman também monitora e grava o uso da GPU, exibe os clocks, temperaturas e velocidade do fan, facilitando para você observar como sua VGA está trabalhando em uma única interface.

Especificações técnicas

expecificacoes_AMD_RX480_PT-BR.jpg

Com o que testamos?

Componentes:

Placa mãe: GA-Z97MX Gaming 5

Processador: Intel Core i7 4790K 4.4 GHz (turbo) 4.0 GHz (stock)

Placa de vídeo: AMD Radeon RX 480 (Referência)

Memória: 16GB DDR3 (2x8GB) Corsair Vengeance 1600 MHz (stock)

Disco Rigido: 3TB 7200 RPM

Fonte: Corsair 850W

Monitor: Benq 22” (1920×1080, 1ms resposta)

Sistema Operacional: Windows 10 64bits

Conexão de Vídeo: DVI Resoluções – 4K 3840×2160, 2560×1440 e 1920×1080

Versão do Driver de Vídeo: AMD Radeon Driver 16.8.2

Como testamos

Nós preferimos deixar os benchmarks com programas profissionais de edição ou similares para nossos colegas, aqui o assunto principal é o desempenho nos games.

É importante ficar claro que esse sistema não é 100% preciso, então nos permitimos uma margem de 10% para mais ou para menos devido a variações de drivers ou updates em games. Os resultados são “médias” que podem variar de acordo com o cenário escolhido para o teste em cada jogo e com o hardware utilizado como CPU, memória RAM e GPU.

Cada jogo é configurado de acordo com suas opções gráficas, mas no geral utilizamos a seguinte dinâmica:

  • Preset mais alto disponível como ultra e very high em resoluções até 2560×1440 (1440p)
  • Quando em 2160p (4K), reduzimos os filtros de antiserrilhamento AA para FXAA ou desligamos se o jogo não oferecer essa opção;
  • Os testes são feitos com os últimos drivers e versões atualizadas dos jogos e do sistema;
  • A captura das amostras em vídeos é feita com Raptr da AMD ou Shawdowplay da Nvidia que oferecem quedas mínimas de performance;
  • O monitoramento das informações é feito com o MSI Afterburner e a medição de frames é obtida com o FRAPS;
  • As temperaturas são medidas pelo GPU monitor e variam de acordo com o ambiente que não é controlado variando de acordo com os testes.
  • Os valores em frames são obtidos ao rodar o mesmo jogo três vezes no mesmo preset gráfico. Depois, é feita uma média dos resultados obtidos nas três partidas para que fique um valor mais íntegro e tente eliminar variações;
  • Para jogos que não possuem benchmark próprio ou não condizem com as condições gerais de desempenho no jogo, adotamos um save específico disponível para download aqui.
  • Tecnologias proprietárias como Nvidia GemeWorks, PhysX e AMD Tress FX são desativadas para obter uma média justa de comparação.

Entenda os números (FPS)

Optamos por realizar os testes utilizando alguns dos jogos mais “pesados” do mercado para que você tenha uma visão geral do desempenho, utilizamos sempre a configuração predefinida mais alta de que o jogo dispõe sem alterar manualmente. Entendemos que a média mínima de FPS aceitável para que a experiência de jogo não seja prejudicada é sempre acima de 30, abaixo disso já é possível notar a diferença, mas você deve prestar muita atenção antes de julgar o desempenho do produto testado.

Mesmo quando ele não é capaz de obter uma média acima de 30 FPS não significa que o desempenho foi ruim pois as placas de baixo custo, por exemplo, nem sempre são desenvolvidas para rodar os jogos em altas resoluções ou detalhes no máximo e sacrificam um pouco do desempenho em favor do baixo custo. Procure sempre a configuração ideal para cada hadware diminuindo detalhes até alcançar um equilíbrio ideal de desempenho e lembre-se se identificar qual é o foco de desempenho ao qual a GPU ou CPU se propõe.

 Avalie o desempenho

Sempre que analisar um review leve em consideração o foco de produto, se ele é ou não voltado a obter o máximo de desempenho ou se a intenção é equilibrar desempenho e custo. A compra de um hardware deve ser medida pelo conjunto custo x benefício, se a placa de vídeo ou processador em teste não é capaz de executar algum dos jogos testados “no máximo” pode ser possível uma melhora de desempenho desativando algum filtro ou diminuindo a resolução se o seu objetivo é obter um produto mais em conta, mas se está em busca do melhor ele deve ser capaz de executar os jogos com todos os filtros a uma média sempre acima do recomendado. Note que quanto mais desempenho um produto oferece mais caro ele será.

Desempenho em jogos

Battlefield 4benchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-battlefield-4-pt-br

Call of Duty: Black Ops IIIbenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-call-of-duty-black-ops-3-pt-br

Crysis 3benchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-crysis-3-pt-br

Deus EX: Mankind Dividedbenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-deus-ex-mankind-divided-pt-br

DiRT Rallybenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-dirt-rally-pt-br

Far Cry Primalbenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-far-cry-primal-pt-br

GTA Vbenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-gta-v-pt-br

Hitman 2016benchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-hitman-2016-pt-br

Rise of the Tomb RaiderBenchmark RX 480-referencia-AMD-desempenho-rise-of-the-tomb-raider-PT-BR.jpg

The Witcher 3: Wild Huntbenchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-the-witcher-3-wild-hunt-pt-br

FPS médio em 10 jogosbenchmark-rx-480-vs-gtx-970-comparativo-jogos-review-pt-br

benchmark-rx-480-vs-gtx-970-comparativo-jogos-review-pt-br-1440p

benchmark-rx-480-vs-gtx-970-comparativo-jogos-review-pt-br-2160p

Temperatura

As temperaturas são medidas utilizando o GPU-Z, a placa foi testada dentro do gabinete fechado. A temperatura ambiente varia entre 22 ºC e 27ºC sendo os resultados medidos in-game.

benchmark-rx-480-referencia-amd-desempenho-temperatura-jogos-pt-br

O que nós achamos, vale a pena comprar?

É preciso parabenizar a AMD, após duas gerações inteiras convivendo com placas de vídeo renomeadas ao lado de poucos modelos realmente novos nós finalmente temos uma geração com chips novos e uma real evolução em relação as anteriores com um consumo de energia muito mais baixo e um desempenho equivalente.

A AMD RX 480 atingiu algo bem próximo do ponto de equilíbrio do gamer “comum” entre preço e desempenho, o que já havia sido alcançado pela rival na geração anterior e que agora a AMD parece se apropriar dessa faixa de mercado. A ideia de oferecer os modelos de referência para atingir um custo melhor foi boa mas na prática as placas estão disponível em número insuficiente (esgotadas em muitos fornecedores no país) e as RX 480 custom são ainda mais raras. Infelizmente o fator “lançamento” ainda pesa no seu preço que não é tão competitivo no Brasil, algo que deve se estabilizar em breve.

Com suporte as últimas tecnologia, ótimo desempenho, baixo consumo, 8GB de memória e um preço agressivo a AMD Radeon RX 480 de referência é uma boa escolha para quem procura uma placa capaz de rodar os games mais atuais com as últimas tecnologia e suporte a VR, por isso a RX 480 leva a qualificação máxima e nossa recomendação.

Qualificação GOLD:

Selo de Qualidade_GOLD
Produto recomendado: Selo de Qualidade

Pontos positivos:

– Nova litografia.

– Desempenho em 1080p e 1440p.

– Baixo consumo.

– Displayport 1.4 HDR e HDMI 2.0.

– 8 GB de memória.

– Crossfire XDMA (sem cabos)

– Apenas um conector de energia.

Pontos negativos:

– Sem porta DVI.

– Baixo potencial de overclock.

– Temperatura de operação elevada.

Deixe a sua opinião

Queremos realizar testes que sejam uteis a maioria dos gamers, sejam eles hardcore ou apenas jogadores casuais, por isso precisamos da sua participação para fazer um review que contenha exatamente o que você quer saber sobre o hardware para facilitar na hora da compra ou nas comparações. Deixe sua sugestão, o que você gostaria que aparecesse em nossos testes?

Por: Lock Gamer

3 comentários sobre “[Review] AMD Radeon RX 480, enfim a “nova geração”

  1. Esta placa é mesmo incrível, mas a RX 470 está com desempenho próximo desta VGA, o que torna a RX 480 a preferida entre os consumidores. A AMD talvez poderia ter reduzido o número de SP da RX 470 para deixar mais interessante, já que a proximidade das duas fará que os consumidores partam para a RX 480, já que ambas podem ser encontradas com 4GB e 8GB de VRAM e o número de SPs da RX 470 são algumas unidades a menos que a RX 480.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s