[Review] GALAX GTX 970 EXOC Black Edition, “bruta”

Com a maior parte das vendas concentradas em produtos de entrada as fabricantes tem o desafio de trazer os jogadores as placas de vídeo de alto desempenho, o que não é uma missão fácil, pois o desempenho sempre esteve lá mas o preço nem sempre conseguiu ajudar. Com o lançamento da série GTX 900 a Nvidia conseguiu criar um coringa que uniu o melhor dos dois mundos, desempenho high-end a um preço convidativo e criou uma verdadeira legião de proprietários da GTX 970, e apesar de ser uma placa democrática nós testamos um modelo de extrema brutalidade, a GALAX GTX 970 EXOC.

NOVO MAS NÃO “INÉDITO”

Como já comentamos anteriormente e nos cansamos de dizer na maioria dos reviews de 2015, muitas das placas de vídeo lançadas por AMD e Nvidia eram apenas modelos com chips da geração anterior que desceram um degrau e receberam nomes das gerações atuais além de algumas melhorias e um bom e velho overclock. Na geração GTX 900 aconteceu algo realmente inovador, a Nvidia deu o início com o lançamento de suas duas principais placas, a GTX 980 e GTX 970 seguida por GTX 960, GTX 950, GTX 980 Ti e GTX Titan X.

maxwell_control.jpg

Ao invés de manter a “requentação” de chips a Nvidia lançou um novo… ou quase. Acontece que o chip Maxwell que move GTX 970 e GTX 980 não é exatamente uma novidade, na verdade nós até já o testamos aqui com a GTX 750 Ti, se lembram? O chip Maxwell recebeu uma avaliação positiva e se saiu muito bem em nossos testes com um baixo consumo, baixa dissipação de calor e bom desempenho, na época nós até afirmamos que seria surpreendente ver este chip em placas de alto desempenho, isso porque já sabíamos que a Nvidia o faria.

É MAXWELL MAS NÃO “AQUELA” MAXWELL

Sim, é o mesmo chip de GTX 750 e GTX 750 Ti mas não é. O chip que equipa a GTX 970 é uma versão mais poderosa e atualizada do que vimos nas modestas placas de entrada mas com todas as características positivas, ou quase todas. Se você não entende muito de especificações (que veremos abaixo) e sequer faz ideia da diferença que fazer os CUDA Cores a mais, o clock e todos os dados técnicos podemos apenas resumir dizendo que ela fica bem acima das antecessoras GTX 770 e GTX 780.

gtx750-750ti-GTX950-gtx950Ti

A Nvidia aprimorou a tecnologia que vimos na GTX 750 Ti, o chip Maxwell (que podemos chamar de primeira geração) era apenas uma versão inicial e mostrava o potencial que a tecnologia apresentada pela empresa poderia alcançar,  e agora é possível dizer que eles avançaram muito e chegaram próximos do limite do que as placas equipadas com este chip podem fazer (ou não).

A GALAX GTX 970 EXOC Black edition

Além do nome com letras garrafais o modelo da GALAX possui diferenciais importantes como todas as fabricantes que lançam “modelos especiais”, mas vamos dar destaque a construção com componentes de alta qualidade voltados para overclock, além do próprio overclock de fábrica que o modelo possui em relação ao de referência.

Ela traz um Backplate de alumínio anodizado protegendo os componentes e reforçando o PCB, algo que impede que o próprio peso da placa “entorte”. O “corpo” é construído de metal que ajuda na dissipação e junto com a pintura fosca em estilo militar dá um ar interessante para casemods.

Gostando ou não, você terá overclock

Você não é um fã ou mesmo um conhecedor de overclock e mesmo assim quer compara uma placa de vídeo pensada para isso? Não tem problema, a GALAX te “obriga” a trabalhar com overclock mesmo que você não queira ?!?

A GALAX GTX 970 possui um overclock de fábrica digno de nota, enquanto o modelo padrão da GTX 970 vem com um clock de 1050 MHz e 1178 MHz em boost na GPU a GALAX entrega 1164 MHz e 1317 MHz em boost, o que já é um ganho respeitável sem você precisar mexer um palito.

GALAX GTX 970 EXOC black edition review_.jpg

É claro que se você quiser “brincar” mais com overclock as possibilidades são amplas, além da construção pensada para isso o chip Maxwell da GTX 970 possui um grande potencial a ser explorado e uma “folga” pra overclock.

Aliás, caso esteja pensando em tentar um overclock nós temos algumas dicas importante aqui.

 Tem conector de energia sobrando aqui

Se pesquisou um pouco sobre a GTX 970 deve ter visto que o modelo de referência possui dois conectores de energia PCI de 6 pinos, já a GALAX GTX 970 EXOC Black Edition possui um conector de 6 pinos e outro de 8 pinos, mas ninguém errou nas contas na hora de montar a placa.

g88-Galax_GTX970_3.JPG

A ideia faz parte do sistema de energia melhorada de 5+2 fases com entradas de 8+6 pinos que fornece até 50% mais energia para overclocking. Isso não afeta as especificações da placa que ainda pede apenas uma fonte de 500 W que obviamente possua os conectores necessários.

 Que “ventiladores” grandes você tem

Se existe um ponto a se dar crédito a Nvidia pelo chip Maxwell é pela baixa dissipação de calor que permitiu as fabricantes como ASUS lançar modelo com db 0, ou seja, em que as fans da placa de vídeo se mantém a maior parte do tempo desligadas ou sequer existam, o que é ótimo para um PC silencioso e para montagem em pequenos gabinetes como os Steam Machines.

Galax_GTX_970_EXOC.jpg

A GALAX foi além do trabalho feito pela Nvidia e trouxe um sistema de refrigeração próprio para alta performance permitindo trabalhar o overclock, mas mesmo se você quiser usar a GTX 970 apenas como Deus Jen Hsun trouxe ao mundo ela será eficiente graças as suas fans e seus imensos heatpipes.

 … é para te “esfriar” melhor

Dentro do gabinete a GALAX GTX 970 mostrou a eficiência, o sistema utilizado pela fabricante está entre um dos melhores do mercado com suas fans cobrindo uma grande parte do PCB e resfriando todos os componentes. Em iddle a placa se mantém com os coolers desligados até atingir uma certa temperatura ou ao rodar jogos e aplicativos que exijam da GPU.

gtx_970_exoc_cooler.jpg

Além de possuir um led vermelho nas fans elas ainda podem ser acionadas individualmente graças ao “Silence Extreme technology” onde somente um cooler gira em baixas temperaturas para uma operação mais silenciosa de acordo com a necessidade de uso, uma solução inteligente que agregada a construção ajuda na diminuição de ruído que foi quase imperceptível nos testes mesmo com carga elevada sob a GPU.

4 GB OU 3,5 GB? A POLÊMICA DA MEMÓRIA

É impossível falar de GTX 970 e não entrar na polêmica sore a memória de vídeo, caso você não tenha acompanhado a polêmica a época em que foi revelada. Explicando de uma forma bem “grosseira” na GTX 970 a memória é dividida em dois blocos, um de 3.5 GB e outro de apenas 512 MB sendo este último mais lento. O resultado é que a placa da preferência ao uso dos 3.5 GB e alguns aplicativos acabam por não reconhecer o total de 4 GB, outro problema é que o desempenho também é afetado pelo módulo de 512 MB mais lento, mas o quanto isso influencia de verdade?

Gtx_970_nvidiabench_memória_vs_GTX_980

Mesmo com tanto barulho em torno do assunto o que se sabe até o momento é que o desempenho em jogos é pouco ou quase nada afetado, testes da própria Nvidia apontam para um queda em torno de 1% a 2% como explicamos aqui, o que é absolutamente ridículo afinal, existem outros fatores que determinam uma queda muito maior em outros modelos.

A GERAÇÃO 4K…

Se tem uma palavra mais falada ultimamente do que eficiência é a resolução 4K. Pode parecer algo de outro mundo, de cinema, mas na verdade é apenas uma resolução um pouco mais alta do que as que já estamos acostumados em telas de 32″, 4K é a resolução 3840X2160 e se você fizer as contas ai vai dar exatamente o dobro da resolução Full HD 1920×1080, por isso 4K também é chamado de “Ultra HD”.

nvidia-geforce-gtx-4kAs placas da geração anterior já tinham como foco o 4K mas a GTX 970 garante acesso a essa resolução mesmo para quem investe menos em uma placa de vídeo. Em nosso teste realizamos benchmarks em 4K graças a tecnologia DSR (Dynamic Super Resolution) que explicamos mais adiante. É de se imagina que se você investe mais de R$ 1.500,00 em uma placa pretende jogar tudo no máximo em qualquer resolução disponível, mas isso não era possível na geração passada onde jogos muito exigentes precisavam de um CrossFire ou SLI para rodar no máximo em 4K.

BF4_4K_Nvidia_DSR

Com a GTX 970 conseguimos executar praticamente todos os jogos testados com taxa de FPS superior a 30 com exceção de alguns casos onde existe uma limitação como em Crysis 3, mesmo com menos memória que a concorrente R9 390 e seus 8GB não foi perceptível algum prejuízo em 4K por este motivo em especial. Quanto ao Full HD 1080p a GTX 970 tira de letra.

… MAS EM FULL HD?!?

Enquanto você está se acostumando com o Full HD (1920×1080) e sofrendo para rodar os jogos com os filtros no máximo nesta resolução as fabricantes já pensam adiante e colocam as resoluções 4K como meta de desempenho. Para sermos realistas, não é algo que a maioria dos jogadores possam alcançar, então esta meta de resolução fica limitada a placa que custam acima de R$ 1500,00. Com as GTX 970 e GTX 980 4K é algo obrigatório mas a Nvidia não quis lançar placas de vídeo de alto desempenho que fossem uma exclusividade para quem possui monitores com essa resolução, mas como levar uma qualidade 4K para monitores Full HD?

Nvidia_DSR_TitanX

A resposta da Nvidia é o DSR (Altíssima Resolução Dinâmica), com ela os games podem ser renderizados até 4K ou outras resoluções de ponta, e então podem ser dimensionados para a resolução nativa da tela do usuário usando um filtro gaussiano de 13 toques. A imagem resultante tem qualidade muito maior do que apenas renderizar diretamente para 1080p, o recurso é ativado automaticamente pelo GeForece Experience que otimiza os jogos de acordo com a capacidade de seu hardware, então sempre que for possível o recursos será ativado. 

A nova geração aposenta a GTX 970?

Bom, se você perguntar para a Nvidia a resposta será sim, se perguntar aos usuários e a própria GTX 970 ela vai responder que não. Nós preparamos um artigo sobre a nova geração de placas de vídeo Pascal e como ela influi na geração GTX 900.

nvidia_geforce_gtx_1080_cooler

Em resumo, a série GTX 1000 não “mata” definitivamente a GTX 900, na verdade ela até abre um chance para quem quer mais desempenho com suporte da DirectX 12 e não quer investir da GTX 1070 para VR. A GTX 970 deve ter uma queda de preços para esvaziar as prateleiras e dar espaço a sua sucessora, uma boa oportunidade.

O “GARGALO” DO PROCESSADOR E DO BOLSO

É muito legal ter uma placa de vídeo top mas, como dizem os velhos sábios, grandes poderes trazem grandes responsabilidades. A GTX 970 possui um poder de processamento incrível e caso ainda não tenha ficado claro, ela é voltada a jogadores que buscam o máximo desempenho e estejam dispostos a investir muito no PC pois apenas a GPU não resolver o seu problema se você tem um PC ultrapassado e modesto.

Intel_4790K_skylake.jpg

A sede de desempenho da GTX 970 claramente atropela o processador, então se você tem um dual core ou uma APU modesta é bom saber que a GTX 970 não é para você a não ser que esteja disposto a gastar um pouco mais. Esse é um recado que serve para quem está entrando agora no mundo do alto desempenho mas quem já está nessa e possuía uma placa top de uma ou duas gerações atrás a solução mais simples pode ser se aventurar no overclock do processador.

Mesmo se você não possui um PC “premium” com o kit processador, placa mãe e memória mais caro do mercado não se assuste, nós provamos que não é preciso despejar rios de dinheiro para conseguir um bom desempenho. Utilizamos nos testes o Intel Core i7, um processador com um custo alto que foi capaz de extrair muito da capacidade de processamento da GTX 970 até em 4K.

O QUE TEM DE NOVO?

O chip Maxwell traz tecnologias incorporadas que realmente nos fazem sentir a chegada de uma nova geração, entra elas estão a Iluminação global de voxel (VXGI – Voxel Global Illumination) que faz parte da biblioteca NVIDIA GameWorks para desenvolvedores, a VXGI acelera os efeitos de iluminação dinâmica para uma experiência de cinema.  o MFAA ( Multi-Frame Sampled Anti-Aliasing) que testamos em resolução 4K fornece um aumento de performance de 30% e mantém cantos lisos e de alta qualidade, alternando cálculos de amostra através de cada quadro e cada pixel.

gtx_980_maxwell_recursos_tecnologias

O recurso Dynamic Super Resolution (DSR)  fornece imagens com qualidade 4K a monitores 1080p para fidelidade e detalhes excepcionais. Também está presente o NVIDIA GPU Boost 2.0 que já conhecemos da geração passada e demais tecnologias como PureVideo HD, Bitstreaming de áudio TrueHD e DTS-HD, e suporte a monitor de alta resolução (4K). Não podemos esquecer do Adaptive Vertical Sync, recurso que permite jogar sem com o Vsync sem perda de desempenho já que o Adaptive desliga o recurso quando há queda de FPS. 

CONTRA QUEM A GTX 970 “BRIGA”

Modelos como a GALAX GTX 970 EXOC com forte overclock de fábrica são capazes de incomodar até mesmo modelos de referência da GTX 980 com um preço mais atraente. Uma GTX 970 “padrão” normalmente disputa o mercado com as R9 390, GTX 780 e R9 290X na geração passada, mas a GALAX GTX 970 EXOC pode ser colocada frente a frente com uma R9 390X e mesmo com a GTX 780 Ti se tornando uma opção interessante em custo e desempenho.

 O GEFORCE EXPERIENCE

Com a evolução do hardware e as empresas com produtos tão parecidos em poder de processamento cada vez mais surgem formas de tirar maior proveito daquilo que você comprou. A Nvidia lançou a pouco tempo um aplicativo que reúne uma série de soluções que pode nos ajudar a obter a melhor experiência possível com a placa de vídeo que adquirimos (por isso o nome sugestivo de Geforce Experience), ele traz ideias que prometem mudar a forma como jogamos.

geforce-experience-headerA mais notável das funções é sem dúvida nenhuma a de otimizar os jogos para o seu hardware sem que você precise perder horas seguidas mudando os detalhes do jogo, aumentando ou diminuindo algum filtro e medindo o FPS, o mais legal é que as configurações são sugeridas pela própria Nvidia tem uma equipe trabalhando para testar as mais diversas combinações que possam obter o melhor desempenho com a placa de vídeo que você comprou.

Com o Geforce Experience também é possível gravar vídeos utilizando menos de 10% da capacidade de sua placa de vídeo com o Shadowplay , algo particularmente valioso para quem possui um hardware mais modesto e quer gravar gameplays. Fizemos o teste e o resultado é mesmo surpreendente, é a melhor solução comparado a outros programas como o FRAPS que consome muito mais da GPU e diminui o FPS. Além disso, o Geforce Experiente ajuda a manter seu PC em dia informando e auxiliando na instalação do driver mais recente para sua placa de vídeo, outra função é o streaming com o Nvidia Shield que é feito através do Geforce Experience.

geforce-experience-otimização

O conceito é interessante por nos proporcionar não apenas o hardware mas nos oferecer a melhor forma de tirar todo o proveito de seu potencial de uma forma simples, o Geforce Experience pode agradar desde os mais avançados aos iniciantes. 

 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • GPU Engine Specs:
  • CUDA Cores 1664
  • Base Clock (MHz) 1126
  • Boost Clock (MHz) 1266
  • Memory Specs:
  • Memory Speed 3505 (7010 ) MHz
  • Standard Memory Config 4096MB
  • Memory Interface Width 256-bit GDDR5
  • Memory Bandwidth (GB/sec) 224
  • Feature Support:
  • OpenGL 4.4
  • Bus Support PCI-E 3.0
  • Certified for Windows 8 Yes
  • Supported Technologies DirectX 12
  • Virtual Reality Ready Yes
  • SLI Options 3-WAY
  • Display Support:
  • Multi Monitor
  • Maximum Digital Resolution 4096×2160
  • Maximum VGA Resolution 2048×1536
  • HDCP Yes
  • HDMI Yes
  • Standard Display Connectors Dual DVI-I/DVI-D, HDMI x1, DisplayPort 1.2 x1
  • Audio Input for HDMI Internal
  • Power Specs:
  • Maximum Graphics Card Power (W) 145W
  • Minimum System Power Requirement (W) 500W
  • Supplementary Power Connectors Two 6-pin
  • Model:
  • Product Code 97NPH6DT8RVZ
  • UPC Code 4895147118222

COMO TESTAMOS?

Nós preferimos deixar os benchmarks com programas específicos e comparativos de desempenho para nossos colegas, aqui o assunto principal é o desempenho nos games. Utilizamos o FRAPS para medir o FPS (Frames por segundo) sempre em situação real, realizamos os testes enquanto jogamos e reproduzimos as situações reais com ambientes variados em cada jogo, as temperaturas são medidas pelo GPU monitor, as médias obtidas são somadas e depois divididas pela quantidade de testes realizados.

É importante ficar claro que esse sistema não é 100% preciso, isso porque não utilizamos programas “sintéticos” de benchmark ou situações pré-determinadas. Os resultados são “médias” que podem variar de acordo com o cenário escolhido para o teste em cada jogo e com o hardware utilizado como CPU, memória RAM e GPU, portanto as comparações entre cada teste divulgado só pode ser considerado como parâmetro para comparação se for realizado em cenários similares (versão do driver recente, quantidade e frequência de RAM e CPU idêntico).

Desta vez incluímos a resolução 4K e eliminamos a resolução HD 1280X720 em alguns casos, primeiro porque os jogadores migram cada vez mais para monitores de no mínimo 19” com resolução 1366×768 e segundo porque não faz muito sentido gastar uma enorme quantidade de dinheiro em uma placa “top” e jogar em HD. Estamos ajustando nossos parâmetros de benchmark então sua opinião e sugestão é sempre importante.

COM O QUE TESTAMOS?

Componentes:

Placa mãe: GA-Z97MX-Gaming 5

Processador: Intel Core i7 4970K 4.4 GHz Turbo (stock)

Placa de vídeo: GALAX GTX 970 EXOC Black Edition

Memória: 2×8 GB Corsair Vengeance 1600 MHz (stock)

Disco Rigido: 3 TB 7200 RPM

Fonte: Corsair RM 750W

Monitor: Benq 22” (1920×1080, 1ms resposta)

Sistema Operacional: Windows 10 PRO – 64Bits

Conexão de Vídeo: DVI Resoluções – 4K 3840×2160, 2560×1440 1920×1080, 1600×900

Versão do Driver de Vídeo: Nvidia Driver 364.51

ENTENDA OS NÚMEROS (FPS)

Optamos por realizar os testes utilizando alguns dos jogos mais “pesados” do mercado para que você tenha uma visão geral do desempenho, utilizamos sempre a configuração mais alta de que o jogo dispõe e com todos os recursos ativados. Entendemos que a média mínima de FPS aceitável para que a experiência de jogo não seja prejudicada é sempre acima de 25 FPS, abaixo disso se torna praticamente impossível jogar, mas você deve prestar muita atenção antes de julgar o desempenho do produto testado, mesmo quando ele não é capaz de obter uma média acima de 25 FPS não significa que o desempenho foi ruim pois as placas de baixo custo, por exemplo, nem sempre são desenvolvidas para rodar os jogos em altas resoluções ou detalhes no máximo e sacrificam um pouco do desempenho em favor do baixo custo. Procure sempre a configuração ideal para cada hadware diminuindo detalhes até alcançar um equilíbrio ideal de desempenho.

 AVALIE O DESEMPENHO

Sempre que analisar um review leve em consideração o foco de produto, se ele é ou não voltado a obter o máximo de desempenho ou se a intenção é equilibrar desempenho e custo. A compra de um hardware deve ser medida pelo conjunto custo x benefício, se a placa de vídeo ou processador em teste não é capaz de executar algum dos jogos testados “no máximo” pode ser possível uma melhora de desempenho desativando algum filtro ou diminuindo a resolução se o seu objetivo é obter um produto mais em conta, mas se está em busca do melhor ele deve ser capaz de executar os jogos com todos os filtros a uma média sempre acima do recomendado. Note que quanto mais desempenho um produto oferece mais caro ele será.

 

CRYSIS 3

Benchmark GTX 970_Crysis 3.jpg

BATTLEFIELD 4

Benchmark GTX 970 - Battlefield 4

CALL OF DUTY: Black Ops III

Benchmark GTX 970 - Black Ops III

Hitman 2016

Benchmark GTX 970 - Hitman 2016 DX 11

The Witcher 3: Wild Hunt

Benchmark GTX 970 - The Witcher 3

GTA V

Benchmark GTX 970 - GTA V

Project CARS

Benchmark GTX 970 - Project CARS

O QUE NÓS ACHAMOS, VALE A PENA COMPRAR?

 A GTX 970 é uma das placas mais utilizadas ultimamente, como confirma a Steam, a queridinha dos usuários, com ótimo custo x benefício, contém muita performance a um preço competitivo com as gigantes da Nvdia GTX 980.

Roda 4k tranquilamente maneirando nos filtros em um cenário onde poucas placas na mesma faixa de preço conseguem suportar 4k a 60fps constante com tudo “no talo”.

A GALAX mostrou um ótimo trabalho na GTX 970 EXOC Black Edition, com backplate, coolers ultra silenciosos mesmo em 100% de uso mantendo uma temperatura aceitável, sempre em torno dos 70º C em situação extrema e com alta temperatura ambiente.

A polêmica da memora e dos 3.5 GB não é algo para se assustar, em vários testes pesados com GTA V, Crysis 3, Rise of Tomb Raider para atingir essa parte da memória mais “lenta” não notamos nenhuma perda de desempenho, talvez com testes mais severos pode se ter uma perda perceptível, mas nos jogos não há uma razão para reclamar.

Na faixa de preço onde a o modelo GTX 970 EXOC Black Edition da GALX se encontra e considerando sua performance ela é capaz de incomodar modelos superiores como R9 390X, isso aliado a uma ótima performance nos jogos mais atuais, 4k, DX12, coolers com rotação máxima de 5100RPM sem ruído, baixo consumo de energia, um excelente acabamento e componentes de qualidade tornam a GALAX GTX 970 uma excelente escolha para quem procura uma placa diferenciada e acima da média, por isso nós recomendamos.

 QUALIFICAÇÃO GOLD:

Selo de Qualidade_GOLD


PRODUTO RECOMENDADO: 

Selo de Qualidade

 

Pontos positivos:

– Nova tecnologia
– Baixo consumo de energia
– Funcionamento silencioso
– Capaz de executar 4K em monitores Full HD
– Função MFAA com ganho de desempenho
– Visual atraente
– Construção e design
– Bom custo x desempenho
– Baixa temperatura

– Ganho em Overclock

– Backplate

– Baixo nível de ruído

-Suporte a SLI-4WAY

 Pontos negativos:

 – Memoria 3.5GB
– Preço
– Não roda jogos em 4k perfeitamente
– 8 Pinos + 6 Pinos

 

DEIXE A SUA OPINIÃO

Queremos realizar testes que sejam uteis a maioria dos gamers, sejam eles hardcore ou apenas jogadores casuais, por isso precisamos da sua participação para fazer um review que contenha exatamente o que você quer saber sobre o hardware para facilitar na hora da compra ou nas comparações. Deixe sua sugestão, o que você gostaria que aparecesse em nossos testes?

Por: Lock Gamer

Um comentário sobre “[Review] GALAX GTX 970 EXOC Black Edition, “bruta”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s