Nvidia é processada por “propaganda enganosa” com GTX 970

GTX_970_memória_uso_devolução_AMDSim, o “deslize” da Nvidia no caso da GTX 970 se transformou em uma novela e ela acaba de ganhar novos capítulos dramáticos. No último mês a questão polêmica envolvendo a memória da GTX 970 foi o assunto mais discutido mas ele se confundiu com a propaganda enganosa do mesmo modelo onde, graças a um “desentendimento interno” da empresa, informações erradas sobre a placa foram divulgadas e agora a questão foi parar na justiça do EUA.

O primeiro sinal de que a propaganda enganosa teria consequências foi quando usuários pediram seu dinheiro de volta ao se sentirem lesados na compra da GTX 970, agora a questão chega a outro nível quando um dos compradores colocou Nvidia e Gigabyte “no pau” como se diz no vocabulário popular.

GTX_970_memória_processo_devolução_enganosaNa denúncia o autor Andrew Ostrowski aponta o motivo da ação:

Natureza da denúncia:
Esta é uma ação de classe de âmbito nacional interposto em nome de todos os consumidores que compraram gráficos ou dispositivos de placa de vídeo com a NVIDIA GeForce GTX 970 unidades de processamento gráfico “GPU” designada “GTX 970” ou “dispositivos GTX 970” que foram vendidos com base na representação enganosa que a GTX 970 opera com total de 4GB de VRAM GDDR5 (não com 3.5GB com menos eficaz spillover 0.5GB dissociado), 64 ROPs (em oposição a 56 ROPs) e uma capacidade de cache L2 de 2048 KB (em oposição a 1792 KB) ou fatos relevantes omitidos em contrário.

A ação é coletiva, o que significa que todos os consumidores que se sentirem lesados nos Estados Unidos poderão se juntar a ela. Outro detalhe importante é que ao incluir a Gigabyte na ação por se tratar da parceira que vendeu o modelo da GTX 970 em questão, outras empresas como ASUS, MSI e PNY, por exemplo.

Pode parecer apenas uma “choradeira” mas é um fato comprovado que a Nvidia realmente liberou informações equivocadas sobre a GTX 970, algo que revelou publicamente admitindo seu erro e em vários países do mundo onde comercializa seus produtos ela está sob leis bem rigorosas quanto a propaganda enganosa sendo os Estados Unidos um dos mais rigorosos, o que pode custar alguns milhões em prejuízo mesmo que a empresa afirme não ter sido apenas um erro de comunicação.

E vocês, entrariam em um processo similar por aqui?

Por: Lock Gamer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s