[Análise] AMD RX 460 2GB vs RX 460 4GB, qual compensa?

A cada nova geração as placas de vídeo vem aumentando gradativamente a quantidade de VRAM (memória de vídeo) conforme aumenta a demanda do mercado com os jogos, as GPUs mais poderosas trazem cada vez mais memória de vídeo e isso tende a continuar. Mas agora além disso temos quantidades de VRAM diferentes nas mesmas placas. Como exemplos temos GTX 1060 com 3GB e 6GB, RX 470 com 4GB e 8 GB, RX 480 com 4GB e 8GB, e por fim as RX 460 com 2GB e 4GB, mas afinal de contas, até onde isso faz a diferença? Será que realmente compensa? É o que vamos descobrir a seguir.

São placas diferentes? Qual é mais poderosa?

Como dissemos acima, as placas testadas e comparadas são idênticas, mas pode surgir a dúvida se as RX 460 de 2GB são mais “fracas” que as RX 460 e 4GB, um fenômeno que ocorre na GTX 1060 de 3GB frente a de 6GB, por exemplo.

AMD-Radeon-RX-400-Polaris-8No caso das RX 460, as GPUs utilizadas em ambos os modelos são os mesmos, a Polaris 11 completa sem qualquer stream processor a menos, ou seja, a única diferença entre elas é a quantidade de memória. Em nossos testes escolhemos duas RX 460 XFX Double Dissipation com clocks idênticos e os mesmos sistemas de refrigeração para que o comparativo fosse o mais justo possível.

As XFX RX 460 testadas

XFX-RX-460_AMD_review_pt-BR.jpg

Para nossos testes recebemos duas RX 460 da XFX custom com conector de energia “extra” de 6 pinos, tecnologia XFX True Clock e um sistema de refrigeração personalizado com dois fans Ghost 4.0 que merece destaque graças a opção de removê-lo através de duas travas laterais de forma simples e prática, o que permite a sua limpeza e a substituição.

O PCB da XFX RX 460 é levemente personalizado, o que fica evidente pela inclusão do conector PCI de 6 pinos. Apesar do seu tamanho (maior que os de apenas um fan) a placa pode ser condicionada facilmente em gabinetes comuns mas perde a “vantagem” da XFX compacta para gabinetes “slim” ou mini-ITX. O modelo traz ainda conexões Display Port 1.4, HDMI 2.0b, e DL-DVI-D.

XFX-RX-460-coolers-fan-remover-trocar-limpar.jpg

Você pode ler as análises completas dos modelos de 2GB e 4GB através dos links abaixo:

Review RX 460 2GB
Review RX 460 4GB

Como testamos

Nós preferimos deixar os benchmarks com programas profissionais de edição ou similares para nossos colegas, aqui o assunto principal é o desempenho nos games.

É importante ficar claro que esse sistema não é 100% preciso, então nos permitimos uma margem de 10% para mais ou para menos devido a variações de drivers ou updates em games. Os resultados são “médias” que podem variar de acordo com o cenário escolhido para o teste em cada jogo e com o hardware utilizado como CPU, memória RAM e GPU.

Cada jogo é configurado de acordo com suas opções gráficas, mas no geral utilizamos a seguinte dinâmica:

  • Preset mais alto disponível como ultra e very high em resoluções até 2560×1440 (1440p)
  • Quando em 2160p (4K), reduzimos os filtros de antiserrilhamento AA para FXAA ou desligamos se o jogo não oferecer essa opção;
  • Os testes são feitos com os últimos drivers e versões atualizadas dos jogos e do sistema;
  • A captura das amostras em vídeos é feita com Raptr da AMD ou Shawdowplay da Nvidia que oferecem quedas mínimas de performance;
  • O monitoramento das informações é feito com o MSI Afterburner e a medição de frames é obtida com o FRAPS;
  • As temperaturas são medidas pelo GPU monitor e variam de acordo com o ambiente que não é controlado variando de acordo com os testes.
  • Os valores em frames são obtidos ao rodar o mesmo jogo três vezes no mesmo preset gráfico. Depois, é feita uma média dos resultados obtidos nas três partidas para que fique um valor mais íntegro e tente eliminar variações;
  • Para jogos que não possuem benchmark próprio ou não condizem com as condições gerais de desempenho no jogo, adotamos um save específico disponível para download aqui.
  • Tecnologias proprietárias como Nvidia GemeWorks, PhysX e AMD Tress FX são desativadas para obter uma média justa de comparação.

Entenda os números (FPS)

Optamos por realizar os testes utilizando alguns dos jogos mais “pesados” do mercado para que você tenha uma visão geral do desempenho, utilizamos sempre a configuração predefinida mais alta de que o jogo dispõe sem alterar manualmente. Entendemos que a média mínima de FPS aceitável para que a experiência de jogo não seja prejudicada é sempre acima de 30, abaixo disso já é possível notar a diferença, mas você deve prestar muita atenção antes de julgar o desempenho do produto testado.

Mesmo quando ele não é capaz de obter uma média acima de 30 FPS não significa que o desempenho foi ruim pois as placas de baixo custo, por exemplo, nem sempre são desenvolvidas para rodar os jogos em altas resoluções ou detalhes no máximo e sacrificam um pouco do desempenho em favor do baixo custo. Procure sempre a configuração ideal para cada hadware diminuindo detalhes até alcançar um equilíbrio ideal de desempenho e lembre-se se identificar qual é o foco de desempenho ao qual a GPU ou CPU se propõe.

Avalie o desempenho

Sempre que analisar um review leve em consideração o foco de produto, se ele é ou não voltado a obter o máximo de desempenho ou se a intenção é equilibrar desempenho e custo. A compra de um hardware deve ser medida pelo conjunto custo x benefício, se a placa de vídeo ou processador em teste não é capaz de executar algum dos jogos testados “no máximo” pode ser possível uma melhora de desempenho desativando algum filtro ou diminuindo a resolução se o seu objetivo é obter um produto mais em conta, mas se está em busca do melhor ele deve ser capaz de executar os jogos com todos os filtros a uma média sempre acima do recomendado. Note que quanto mais desempenho um produto oferece mais caro ele será.

Com o que testamos?

Componentes:

Placa mãe: GA-Z97MX Gaming 5

Processador: Intel Core i7 4790K 4.4 GHz (turbo) 4.0 GHz (stock)

Placa de vídeo: XFX AMD Radeon RX 460 Double Dissipation

Memória: 16GB DDR3 (2x8GB) Corsair Vengeance 1600 MHz (stock)

Disco Rigido: 3TB 7200 RPM

Fonte: Corsair 850W

Monitor: Benq 22” (1920×1080, 1ms resposta)

Sistema Operacional: Windows 10 64bits

Conexão de Vídeo: DVI Resoluções – 1920×1080 e 1600X900

Versão do Driver de Vídeo: AMD Radeon Driver 16.10.1

Teste em 10 games

Testamos ambas as placas nas mesmas configurações e metodologias utilizadas em nossos reviews em 10 jogos atuais em configurações altas/muito altas. Confira os resultados em duas resoluções, 1920×1080 (Full HD) e 1600×900 (900p) com comparativo em mínimas e médias e em gráficos separados apenas para FPS mínimo e para FPS médio. Consideramos como margem de erro 2 FPS.

benchmark-rx-460-comparativo-2gb-vs-4gb-1920x1080

benchmark-rx-460-comparativo-2gb-vs-4gb-1600x900

benchmark-rx-460-comparativo-2gb-vs-4gb-1600x900-fps-maximo

benchmark-rx-460-comparativo-2gb-vs-4gb-1600x900-fps-minimo

Temperatura

As placas foram testadas nas mesmas condições e mesmo sem haver qualquer diferença de clocks e refrigeração apresentaram resultados levemente diferentes, por isso consideramos um “empate técnico” dentro das margens de erro devido a variações da temperatura ambiente no momento dos testes.

benchmark-rx-460-temperatura-2gb-vs-4gb

Conclusão: Qual compensa mais, RX 460 de 2GB ou 4GB?

Vale lembrar que você provavelmente não vai utilizar os mesmos presets que nós escolhermos para os testes já que o foco da RX 460 é 1080p em médio/high e não em high/very high como os aqui apresentados, ainda assim, mesmo que os números possam variar em outros presets, a diferença entre os modelos não deve se acentuar.

Não é nenhum tipo de complô da indústria ou “propaganda enganosa” das fabricantes, é fato que alguns jogos atuais necessitam de mais VRAM para ser capaz de entregar toda a qualidade, nomeadamente nas texturas onde mesmo em Full HD algumas placas já “estouram” seus 2GB de VRAM. GTA V é um exemplo clássico onde as configurações de vídeo ultrapassam os 2 GB.

Preset_testes_lockgamer.jpgEm nosso preset o jogo ultrapassa chega aos quase 3GB de utilização de VRAM, mas as estatísticas alia apresentadas não são exatas e esta quantia de alocação de VRAM varia partindo ainda para a “memória dinâmica” do Windows que utilizar sua memória RAM  (mais lenta que a VRAM) para complementar a falta de memória de vídeo. Mesmo assim, em GTA V não notamos um impacto marcante nas mínimas, nem mesmo na média de FPS a favor do modelo de 4GB.

Na verdade a diferença a favor do modelo de 4GB só apareceu em 900p e 1080p nos jogos Call of Duty: Black Ops III e Hitman 2016 com impactos igualmente significativos nas mínimas. A única anomalia detectada foi em Deus EX: Mankind Divided onde a mínima em 900p do modelo de 2GB foi 10 FPS maior que o de 4GB em 900p, o que não se repetiu em 1080p.

Com base nos resultados concluímos que ainda que os jogos exijam cada vez mais VRAM os 2GB ainda parecem a escolha mais sensata já que a diferença de valor para o modelo de 4GB pode ser de até R$ 100. Então mantemos nosso veredito, apesar de ser a melhor opção do ponto de vista técnico, o modelo de 4GB não é o melhor custo x benefício.

Por: Lock Gamer

Anúncios

2 comentários sobre “[Análise] AMD RX 460 2GB vs RX 460 4GB, qual compensa?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s